Vereadores destacam acessibilidade em Vitória da Conquista - Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista

Vereadores destacam acessibilidade em Vitória da Conquista

por: Ascom - Câmara em 28/09/2011 as 11:45 hs

A sessão foi uma iniciativa dos mandatos dos vereadores Alexandre Pereira e Gilzete Moreira, que contaram com o apoio dos demais parlamentares

Na sessão que discutiu políticas públicas de acessibilidade para pessoas portadoras de necessidades especiais, o vereador Arlindo Rebouças (PMN), líder da bancada de oposição, criticou a ausência de uma política de acessibilidade nas ruas e avenidas da cidade. Afirmou que as calçadas não são adaptadas no sentido de facilitar a locomoção de pessoas deficientes. O parlamentar criticou a infraestrutura das casas populares, entregues pela Prefeitura a famílias carentes, afirmando que as mesmas não foram pensadas para abrigar pessoas com necessidades especiais.

O vereador Beto Gonçalves (PV) destacou a importância da sessão, ressaltando que o Governo Municipal tem avançado no que diz respeito à acessibilidade. Segundo o parlamentar, o Plano Diretor Urbano prevê acessibilidade na mobilidade urbana de Vitória da Conquista. “O Governo Guilherme Menezes vai ouvir nossas reivindicações. É muito fácil fazer críticas, mas difícil apresentar soluções”, disse.

A vereadora Lúcia Rocha (DEM) afirmou que um dos problemas mais sérios enfrentados no espaço urbano é a dificuldade de locomoção de pessoas que possuem algum tipo de deficiência. Ressaltou que é preciso pensar em soluções possíveis para facilitar a acessibilidade de idosos, cadeirantes e deficientes visuais. “Temos que lutar pela igualdade de direitos pois somos todos seres humanos”, disse, cobrando a garantia ao acesso a educação, serviços públicos e saúde de qualidade.

O vereador Gildásio Silveira (PT), líder do Governo na Câmara, destacou a importância da sessão, e rebateu as críticas feitas ao projeto de habitação popular da Prefeitura Municipal. O parlamentar destacou o crescimento ordenado da cidade, após a gestão do Governo Participativo, bem como mudança na acessibilidade em escolas municipais, construção de ciclovias, dentre outras ações. Destacou os investimentos realizados pela Prefeitura, citando as 203 creches e escolas que são pensadas dentro da lógica da acessibilidade.  “Temos muitos desafios, mas reconhecemos os avanços que tivemos no que diz respeito à acessibilidade”, disse.

O vereador Luciano Gomes (PR) reconheceu os avanços obtidos na acessibilidade em Vitória da Conquista, mas ressaltou que ainda há muito por conquistar, principalmente na zona rural. “Os movimentos sociais são importantes para assegurar 100% de avanços nas questões relativas à acessibilidade”, declarou.

O vereador Hudson Castro (PCdoB) ressaltou que é preciso conscientizar as pessoas da necessidade de discutir políticas públicas de acessibilidade. “Nossa cidade sofre com a falta de planejamento de crescimento urbano”, disse, ressaltando que o atual governo sofre com problemas que herdou de outras administrações. Castro defendeu a criação de leis que facilitem o acesso ao esporte por parte das pessoas portadoras de algum tipo de deficiência.

O vereador Ademir Abreu (PT) ressaltou que a cidade deve ser pensada de forma que os serviços públicos sejam acessíveis a todos. O parlamentar citou os diversos tipos de deficiências, destacando  a urgente necessidade da elaboração de políticas públicas eficazes na inclusão e acessibilidade. “É preciso utilizar o serviço público para  assegurar os direitos dos deficientes”, disse.

O vereador Vivi Mendes (PT) afirmou que vai continuar lutando pela acessibilidade da população. Ainda em seu discurso, o parlamentar comentou sobre a seca  que tem afetado a zona rural. Mendes disse que destinou recursos para que aguadas e tanques sejam limpos e construídos, com o objetivo de captar água das próximas chuvas. “A verba de R$ 100 mil fruto de emenda parlamentar, eu destinei para os trabalhadores da região de Bate Pé”, disse.

Último a discursar, o vereador Gilzete Moreira (PSB), um dos autores da sessão, agradeceu a presença dos convidados na Câmara e ressaltou que todos possuem algum tipo de deficiência e devem discutir o tema de forma responsável. “Quero agradecer a todos os que apoiaram a realização desta sessão”, declarou.

Notícias dos Vereadores