Imagem Audiência Pública sobre maio amarelo é realizada na Câmara

Audiência Pública sobre maio amarelo é realizada na Câmara

Câmara Municipal de Vitória da ConquistaAudiência PúblicaNotíciaFernando Jacaré

21/05/2024 11:11:00


Na manhã desta terça-feira, 21, foi realizada no plenário Carmen Lúcia, na Câmara Municipal de Vitória da Conquista, uma audiência pública sobre o maio amarelo, criado com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo. O tema deste ano, definido pelo Contran é “Paz no trânsito começa por você”.

A discussão na casa do povo foi proposta pelo mandato do vereador Fernando Jacaré (PT), que abriu a audiência lembrando da importância do tema e afirmando que esse é um assunto suprapartidário. “Devemos nos unir de todas as formas para que o problema possa ser solucionado”, afirmou. Ainda segundo o parlamentar, os dados sobre mortes no trânsito são alarmantes e crescem a cada dia. E agradeceu a cada um que se envolveu e abraçou a ideia da realização da audiência, para que o tema seja propagado ao maior número de pessoas a cada ano.

Acidentes são tragédias evitáveis – A coordenadora municipal de Trânsito, Jamile Alves, destacou a importância do Maio Amarelo e apontou que somente em 2023 2.390 pessoas foram vitimadas em 5.200 acidentes de trânsito que aconteceram em Vitória da Conquista. “Cada acidente evitável é uma tragédia que deixamos de evitar”, disse ela.

A coordenadora pediu que toda a sociedade se envolva na causa de tornar o trânsito mais seguro. “Mudanças reais não são repentinas. Exigem colaboração de todos os setores da sociedade”, alertou.

União salva vidas - Andrei Oresco, representando o Corpo de Bombeiros, começou lembrando que o trânsito mata e que é preciso legislações mais firmes. Falou do trabalho do Corpo de Bombeiros em parceria com o SAMU em acidentes de trânsito. “O corpo de Bombeiros da Bahia está pronto para atuar e todos os agentes vão atuar sempre da melhor forma, mas é preciso a população atuar junto para que os serviços sejam realizados da melhor forma”. Finalizou afirmando que ação em conjunto ajuda a salvar vidas

Importância da Educação - O diretor da Uninassau, Ricardo Veronese, destacou o papel da Educação para a redução da violência no trânsito. “Infelizmente a realidade que estamos discutindo aqui acontece em todo o Brasil. Em todos os locais por onde passei nós temos essa situação da violência no trânsito”, disse. Segundo ele, as regras que promovem o ordenamento do trânsito já estão postas. “Com a Educação nós conseguimos mudar essa situação, mudar o mundo”, concluiu.

Campanhas de conscientização - Glaice Lacerda, representando o SEST / SENAT, falou um pouco das propostas do órgão, lembrando da importância de um trânsito mais seguro. Divulgou alguns dados referentes ao acidente de trânsito no Brasil e disse que por conta dos altos índices de acidentes, o Sest/Senat vem realizando ações de sensibilizações e conscientização junto aos motoristas.

Educação faz a diferença - O diretor geral do campus do Ifba de Vitória da Conquista, professor Felizardo Rocha, destacou que no tripé que sustenta a qualidade do trânsito, é formado pela engenharia de Trânsito, legislação e Educação, a educação é o mais importante. “Se não for pela Educação para minimizar esses efeitos nós não vamos mudar essa realidade”, apontou ele. “Começa na Escola, com nossos alunos que vão levar uma forma diferente de perceber: cabe a cada um de nós fazer a sua parte”, destacou ele.

Educação no trânsito - Graciele da Silva Tavares, representando o SAMU 192, relatou que esse é um momento de grande importância para a instituição, uma vez que a mesma completa 22 anos de atuação na Bahia. Falou da importância de capacitar professores da rede pública de ensino, pois o trânsito só será saudável se tiver educação. Relatou a importância da parceria com o Corpo de Bombeiros, Guarda municipal, Polícia militar, entre outras. Através do coordenador do núcleo de educação do SAMU 192, Gustavo Cabral, foram apresentados dados locais sobre acidentes de trânsito, que segundo ele, acontecem, na maioria das vezes, por não cumprirem as leis de trânsito e que, em sua maioria, podem ser evitadas. 

Humanizar o trânsito – A agente municipal de Trânsito e Observadora Nacional de Segurança Viária, Andreia Carla apontou que é preciso lembrar que o trânsito é espaço para seres humanos. “A gente não pensa no pedestre, pensa no veículo. Ninguém pensa no pedestre. Agente pensa na mobilidade urbana sem pensar na mobilidade humana”, apontou. Segundo ela, as transformações aconteceram primeiramente nas pessoas, em cada um. “Comece por você. A mudança no trânsito, a paz que a gente tanto almeja tem que partir da gente”, avaliou.

Movimento Duplica Sudoeste - José Maria Caires, presidente do movimento Duplica Sudoeste, agradeceu a oportunidade de participar das discussões, lembrando que muitas coisas precisam de reflexão. Citou o custo para o governo e impactos econômicos e sociais para uma sociedade que tem que conviver e lhe dar com situações decorrentes de acidentes de trânsito. Ressaltou a educação e a hierarquia no trânsito que precisa ser seguida para se evitar muitos acidentes. Falou da sua luta, junto com toda a população para duplicação da BR 116, trecho que corta a cidade de Vitória da Conquista e convidou todos, para que se unam nessa luta para que mais acidentes sejam evitados.

 

 



Prestação de Contas Anual
Acesse o Prestação de Contas
  Live Offline
Rádio Câmara 90.3
Rádio Câmara 90.3
Facebook
Calendário

Junho 2024
14

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30